8 comentários em “Pe. Pio, o Santo do 3º milênio.

  1. Para que serve essa indicação “Deixar um Comentário”, se quando se o escreve ele não é publicado?
    Será que só valem os favoráveis ao ponto de vista do síte?
    Será que o meu de “janeiro 18, 2011 às 8:32 pm” não foi mantido porque os senhores, com toda a ajuda do santo, não tiveram condições de responder às minhas indagações e não pretenderem demonstrar isso?
    Abraços. Frazão

  2. Senhores.
    Gostaria de receber comentários ao meu, de “janeiro 18, 2011 às 8:32 pm”, cujo teor transcrevo do original que foi publicado temporariamente até o dia 21 ou 22, quando escrevi um novo reclamando da exclusão do primeiro.
    Eis o referido texto:

    “0 Respostas para “Pe. Pio, o Santo do 3º milênio.”
    Feed para esta Entrada Endereço de trackback
    ________________________________________
    1. João Frazão janeiro 18, 2011 às 8:32 pm
    Prezados senhores.
    Os fenômenos decorrentes das aptidões de Chico Xavier e de outros médiuns espíritas levaram os adeptos do catolicismo e do protestantismo a dizer que tais fenômenos tinham a participação do demônio; entretanto, os fenômenos semelhantes decorrentes de idênticas aptidões do padre Pio foram considerados como milagres e, portanto, patrocinados por Deus, levando referido padre à condição de santo.
    Ora, como Deus não faz acepção de pessoas, ensinamento esse que vem desde os tempos de Deuteronômio, pergunto: como fenômenos idênticos podem ter tratamento diverso, simplesmente porque praticados por pessoas de credos diferentes? Seguindo esse critério podemos deduzir que o entendimento dessas correntes religiosas é no sentido de que o exercício das faculdades mediúnicas (que os católicos e protestantes dizem ser proibido pela Bíblia, embora constem de ICoríntios 12; 13; 14 sob a denominação de dons), só é pecado quando exercidas por pessoas de outros credos…
    Será que também as igrejas estão seguindo o que certo chefe de Estado dizia: Aos amigos tudo; aos inimigos a lei (no caso, a Bíblia)?
    Será que é por isso que ficam procurando dispositivos na Bíblia visando associar as diversas faculdades mediúnicas com magia, feitiçaria e outros que tais, pretendendo demonstrar a proibição do exercício dessas faculdades na Bíblia?
    Será que o Deus atual mudou seus ensinamentos, ou foram as pessoas que mudaram a maneira de entender os ensinamentos do Senhor, para atender aos interesses de suas organizações econômico-religiosas?
    Abraços e fiquem na paz do senhor. João”
    Por favor, se não têm condições de responder, pelo menos tenham a dignidade de deixar o texto no mural dos comentários, independentemente de ser favorável ou contra a opinião da matéria publicada, sobre a qual os senhores pedem para “Deixar um Comentário”.
    Abraços, e fiquem na paz do Senhor. Frazão

  3. Prezados senhores.
    Diz Jesus em Mateus 5,37: “Dizei somente: Sim, se é sim; não, se é não. Tudo o que passa além disto vem do Maligno.”
    Com base nessa passagem contida na “palavra de Deus”, pergunto:
    Por que os senhores não responderam a minha mensagem de 18 de janeiro de 2011, às 8:32 pm, do seguinte teor:
    “Prezados senhores.
    Os fenômenos decorrentes das aptidões de Chico Xavier e de outros médiuns espíritas levaram os adeptos do catolicismo e do protestantismo a dizer que tais fenômenos tinham a participação do demônio; entretanto, os fenômenos semelhantes decorrentes de idênticas aptidões do padre Pio foram considerados como milagres e, portanto, patrocinados por Deus, levando referido padre à condição de santo.
    Ora, como Deus não faz acepção de pessoas, ensinamento esse que vem desde os tempos de Deuteronômio, pergunto: como fenômenos idênticos podem ter tratamento diverso, simplesmente porque praticados por pessoas de credos diferentes? Seguindo esse critério podemos deduzir que o entendimento dessas correntes religiosas é no sentido de que o exercício das faculdades mediúnicas (que os católicos e protestantes dizem ser proibido pela Bíblia, embora constem de ICoríntios 12; 13; 14 sob a denominação de dons), só é pecado quando exercidas por pessoas de outros credos…
    Será que também as igrejas estão seguindo o que certo chefe de Estado dizia: Aos amigos tudo; aos inimigos a lei (no caso, a Bíblia)?
    Será que é por isso que ficam procurando dispositivos na Bíblia visando associar as diversas faculdades mediúnicas com magia, feitiçaria e outros que tais, pretendendo demonstrar a proibição do exercício dessas faculdades na Bíblia?
    Será que o Deus atual mudou seus ensinamentos, ou foram as pessoas que mudaram a maneira de entender os ensinamentos do Senhor, para atender aos interesses de suas organizações econômico-religiosas?
    Abraços e fiquem na paz do senhor. João”
    Como referida mensagem foi retirada dos “comentários”, repeti o seu texto no dia 28 de janeiro de 2011, às 9:45 am, acrescido da seguinte observação:
    “Por favor, se não têm condições de responder, pelo menos tenham a dignidade de deixar o texto no mural dos comentários, independentemente de ser favorável ou contra a opinião da matéria publicada, sobre a qual os senhores pedem para “Deixar um Comentário”” que, a exemplo das anteriores, também foi retirada dos “comentários”.
    Como até agora os senhores se limitaram a excluir os textos por mim redigidos, sem qualquer comentário a respeito da exclusão, peço que, pelo menos em respeito ao “sim, sim, não, não” da “palavra de Deus” (desculpem-me pelo excesso das “aspas”), se não pretenderem responder o meu questionamento, pelo menos que informem o motivo de não o responderem, ou que apaguem o “Deixar um Comentário”, para evitar esse tira e põe comentários.
    Abraços, e fiquem na paz do Senhor. Frazão

  4. Prezados senhores.
    Por favor, desconsiderem minha última mensagem, que foi escrita por um erro, decorrente da apresentação da página que, ao ser acessada, só apresentou o texto principal, sem os respectivos comentários.
    Como o meu primeiro foi retirado e não vi os demais pensei que com esses também tivesse acontecido o mesmo e parti para “lavrar o meu protesto”, com a apresentação da “caixa” do comentário, sem visão dos anteriores.
    Entretanto, ao vir conferir a confirmação desse último comentário, verifiquei que eles não haviam sido retirados, pois tive que “rodar” o texto até o fim, quando verifiquei que eles continuam aqui.
    Daí o meu pedido de desconsideração, acompanhado do meu pedido de mil desculpas.
    Abraços, e fiquem na paz do Senhor. Frazão
    P.S. Como diz o velho ditado, que “a gente morre aprendendo”, esse engano me serviu como mais um aprendizado.

  5. Salve Maria!
    A paz de Cristo, Sr. Frazão.

    Primeiramente desculpe pela demora nas respostas e na aceitação dos comentários.
    Vamos passar para as consideraçãos: Existem duas difrenças básicas, Primeiro assim como os seres celestiais podem se manifestar de alguma forma (apariçoes particulares, visões ,etc…) os espiritos das trevas também. A biblia proibe de verdade que qualqer tipo de consulta a espiritos de pessoas ou demonios são repreendidas por Deus, fazendo ate o propria Deus sentir nojo dessas pessoas. Comparar experiencias misticas de pessoas que tiveram uma vida de intimidade com Deus e uma vivencia da fé catolica com experiencias de mediuns isso é reduzir de mais a fé catolica. Dizer que São Pio teve as mesmas experiencias que Xico Xavier é redzuir muito a nossa fé nos santos. Jamais em nehuma fase da Igreja, jamais, nehum santo canonizado pela santa Igreja teve experiencias espiritas em evocação de mortos, pelo contrario os santos invocavam o Espirito que da Vida, repare Espirito com E maiusculo, por que é o proprio Espirito de Deus, que santifica essa Igreja e não DEIXA JAMAIS que essas mentalidades mediucres invadam sua Doutrina.

    Totus TUUS Virgo Maria
    Eribelton – aspirante NJ

  6. Meu caro senhor Eribelton.
    Se o senhor prestar bem a atenção ao meu comentário, verá que em nenhum momento eu me referi ao fato de se falar ou não com espírito de mortos, que os católicos e protestantes chamam de demônios; embora eu não entenda nada de Grego, ouço dizer por aí, que demônio é o mesmo que espírito e que, no decorrer do tempo, passou apenas a identificar espíritos não evoluídos, enquanto os mais evoluídos receberam o nome de santo ou anjo, sendo que essa última categoria passou a designar os mais evoluídos ainda, ou seja, aqueles de asinhas, dos quais saíram os diabos, isto é, os anjos decaídos; pelo menos foi isso o que aprendi quando criança.
    Portanto, o meu comentário ainda não foi respondido, já que a minha colocação foi com relação, apenas, às aptidões pessoais que dão origem aos chamados fenômenos mediúnicos, independentemente do credo religioso do médium, que, pelo que sei, existem aos montes no movimento carismático católico; apenas com uma diferença: enquanto os médiuns de outros credos recebem mensagens de espíritos comuns, chamados de demônios ou espíritos das trevas, os do mcc só recebem mensagens do Espírito Santo, ou, alguns menos privilegiados, recebem de anjos ou, eventualmente, de Maria, mãe de Jesus; há até os que dizem ter recebido mensagens do filho de Deus… Futuramente não devemos estranhar se aparecer algum mais vaidoso e disser que recebeu do Deus Pai; aí vai ser a glória; dele e de todo o grupo a que ele pertença!…
    Quanto à existência desses fenômenos, não restam dúvidas de que eles existem, pois não se proíbe o que não acontece; não é claro?
    Tanto existem que até o senhor reconhece, quando diz que “os seres celestiais podem se manifestar de alguma forma (apariçoes particulares, visões ,etc…) os espiritos das trevas também.”
    Logo, quando o senhor diz isso, está dando uma demonstração cabal de que não respondeu sobre a diferença entre os fenômenos mediúnicos ocorridos por intermédio de uma pessoa não católica e de uma católica, limitando-se a dizer que o fenômeno ocorre tanto nas hostes católicas e nas não católicas, pretendendo demonstrar uma superioridade dos espíritos que se comunicam através dos católicos com relação àqueles que se comunicam através dos não católicos.
    Continuo aguardando a resposta sobre a diferença entre as duas espécies de comunicação mediúnica, em decorrência do credo religioso do médium.
    Abraços, e fique na paz do Senhor. Frazão

  7. Prezado Senhor,
    Salve Maria!!

    Esse tipo de explicação será respondido com um série de postagens sobre demonios, fenomemos demoniacos, exeperiencias misticas aqui neste blog!
    Aguarde as próximas postagens!
    Não quero reduzir minha resposta a um simples comentario, mas a uma formação baseada na doutrina da Igreja e na fé católica!

    Totus Tuus Maria!
    Eribelton

  8. Prezado Senhor,
    Salve Maria!!

    Esse tipo de explicação será respondido com um série de postagens sobre demonios, fenomemos demoniacos, exeperiencias misticas aqui neste blog!
    Aguarde as próximas postagens!
    Não quero reduzir minha resposta a um simples comentario, mas a uma formação baseada na doutrina da Igreja e na fé católica!

    Totus Tuus Maria!
    Eribelton

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s